Ruínas

Ruído delgado de chumbo
roído de vento que espraia...
Ah, não, meu Deus, são sonhos!,
moídos, moídos e mais nada.

E os dedos denunciadores escondidos
Por detrás de enunciados escorregadios.
cortinas ilusórias e vadias
pano lodoso refletindo inútil um dia...

Ah, possibilidade latente da metafísica
Deus com o meu vestido franjado de infinito
Deus com minha coroa de estrelas inequívocas
Caminho de rosas vermelhas... e frias.

Enquanto em música desesperada, essa chuva de horas
cai torrencialmente no meu telhado!
Então caia, caia até que não haja mais nada pra cair
Até que não haja sol pra sair , até que saia a cor do céu... até que... até...

Porque a cruz é grande
Ainda que a sombra seja pequena pequena...
Arre, só me deixa em paz com meus tormentos amadores
paredes companhias da minha casa dissabores .

Comentários

Anônimo disse…
RUIM. muito ~doce~, falta provocacao nisso que vc chama Literatura.
Kamikaze Kiwi disse…
Hahahhahahha!
Inda diz q eu é q estou escrevendo muito!! Tá demais hein...
Mas só passando pra agradecer a gentileza de sua leitura, estou meio ocupada demais para as coisas importantes, como os amigos poetas!! Vê se pode!!
Saudades de ti...
E deixa a modéstia de lado, já te dizia isso antes!! Um artista não pode se modesto, tem assumir a sua posição sem se desculpar. Afinal naum acho (e vc deve concordar) que escrever é taum especial, é muita coisa, mas naum especial;

Entonces, naum me venha mais com dramas, pq vc tá demais!!
Falemos de nosso papel, nosso futuro, naum somos mais aprendizes amiga!!

Hasta, de uma fã!!!
Germano Xavier disse…
Salieri,

bom ler teu poema.
E sonhos eternamente povoarão nossas idades.

Deixo um carinho sincero.
Continuemos...
Germano Xavier disse…
Salieri,

bom ler teu poema.
E sonhos eternamente povoarão nossas idades.

Deixo um carinho sincero.
Continuemos...
Avery Veríssimo disse…
Salieri, obrigado pela visita. Também gostei desse cantinho do triângulo. Voltarei.
Narradora disse…
Pois eu também gostei do poema.
Bom passar por aqui.
Bjs
Oi,
Gostei muito de descobrir seu blog. Adorei os poemas!!!!! Se me permite vou voltar com frequência...
abraço
:)

Postagens mais visitadas deste blog

Cidade de Deus

Circunstancial