3 de outubro de 2008

Erótico

Meus dedos em transe desnudavam sua pele e alcançava sua alma, num extase nostálgico e mareado de quem não sabe ser feliz. Meus dedos em extase desnudavam sua mente, numm transe de palavras sem sentido, de quem não sabe se expressar. Meu transe em extase, em transe... nos meus dedos...é verdadeiro... e nada mais...

2 comentários:

Narradora disse...

Pele, êxtase, alma, transe, mente... Gostei do texto: da escolha das palavras, da estrutura e da sensação.
Bjs

Necrochorume disse...

adorei seus escritos...
um prazer tê-lo em meu blog!
vc é um Uberlandense??? quem???

.