Escrevo?

13:20

Escrevo?
Duvido.
Arranho as costas da alma
tiro sangue a unha
beijo as feridas abertas
e deixo as marcas de sangue no papel.

Escrevo?
Duvido.
Não consigo esconder a vida
que pula nas minhas enxaquecas
e me faz tremer de prazer
no negro, no ócio, no nada.

Escrevo.
Duvido?
Meu mundo é quadrado, branco
e pequeno meu infinito
de combinações no meu
.

Você pode gostar também:

7 comentários