Des...abafo

23:47

Que Clarice me embale num berço de imagens claras
e Bandeira me distraia com a musica presa no novelozinho
para cá, para lá...

Que Drummond me presenteie com o elefante
E Graciliano encha de poeira o meu chão vazio.
porque hoje não sou nada

hoje não sou nada
hoje não sou nada pra sempre

amanhã terei morrido...
(Então há esperança?)

Você pode gostar também:

5 comentários